Tecnologia da Indra permite consulta via Internet da qualidade do ar

A Indra, uma das principais multinacionais de TI da Europa, está a trabalhar no desenvolvimento de uma aplicação que permitirá aos cidadãos consultar através da Internet, num cenário 3D, a qualidade do ar de cada bairro de uma cidade.
Data da publicação: 12/10/2010

O projecto de I+D permite melhorar a qualidade de vida de pessoas com problemas cardiovasculares ou respiratórios.

A Indra, uma das principais multinacionais de TI da Europa, está a trabalhar no desenvolvimento de uma aplicação que permitirá aos cidadãos consultar através da Internet, num cenário 3D, a qualidade do ar de cada bairro de uma cidade. Segundo um comunicado enviado à TVNET, "este grau de detalhe, somado à possibilidade de aceder a esta informação online, visualizá-la em 3D e consultar as previsões de evolução para os próximos dias, faz com que esta seja uma solução completamente inovadora".

O objectivo final deste projecto de I+D é dispor em 2011 do primeiro protótipo experimental para testa-lo na Internet, estudar o seu funcionamento e a utilização que os cidadãos lhe darão.

A iniciativa está integrada no projecto Espanha Virtual, financiado pelo CDTI (Centro de Desenvolvimento Tecnológico Industrial), dentro do programa Ingenio 2010, promovido por um consórcio de empresas, universidades e centros de investigação, liderados pela Deimos Space. A Indra é responsável por este e por mais outros três projectos que no total somam um financiamento de 3 milhões de euros.

Os mapas 3D da qualidade do ar mostram dados sobre os níveis de ozono, dióxido de nitrogénio e dióxido de enxofre entre outros parâmetros. "Estas substâncias podem afectar grupos da população mais sensíveis, como crianças e idosos e em especial pessoas com doenças cardiovasculares ou respiratórias", acrescenta a nota.

Esta iniciativa também apoiará a tomada de decisões das autoridades na hora de estabelecer políticas ambientais eficazes, "já que incluirá dados precisos sobre as substâncias suspensas no ar, as áreas com maior risco de contaminação, possíveis causas e evolução dos parâmetros analisados com base nas previsões meteorológicas e nebulosidade".

http://tvnet.sapo.pt/noticias/detalhes.php?id=60741

Fonte: tvnet.sapo.pt
CLSW 105 - bl. A - salas 104 a 106 / Sudoeste - Brasília-DF - 70670-431 - (61) 3234.6282