Huawei e Gemalto se juntam para acelerar implantações de Internet das Coisas narrow-band

Huawei e Gemalto se juntam para acelerar implantações de Internet das Coisas narrow-band

Gemalto e Huawei criam uma solução de Internet das Coisas de baixo custo para o mercado massivo
Data da publicação: 17/11/2017
Para ajudar os fabricantes de dispositivos a atender à crescente demanda por módulos de Internet das Coisas de Narrow-Band (banda estreita) duráveis e de baixo consumo de energia, a Gemalto e a Huawei — por meio de sua estrutura de semicondutores, a HiSilicon — estão trabalhando juntas para desenvolver a próxima geração de módulos, que aliarão um maior nível de segurança a um baixíssimo consumo de energia. Com a combinação da experiência de ambas as empresas, esses módulos de Internet das Coisas Narrow-Band ajudarão os fabricantes a reduzir o custo e o tamanho dos dispositivos, além de aumentar a vida útil da bateria para até dez anos. 
 
A Internet das Coisas de Narrow-Band foi desenvolvida para atender os segmentos de taxas de bit menores e menor custo, e funciona praticamente em qualquer lugar. Ela oferece consumo de energia ultrabaixo, permitindo que os dispositivos sejam operados por bateria por períodos de até 10 anos. Algumas aplicações são sensores de estacionamento inteligentes, alarmes de invasão e incêndio, aparelhos de saúde pessoal, dispositivos de monitoramento e lâmpadas de rua, dentre outras. De acordo com a ABI Research, estima-se que os módulos de Internet das Coisas Narrow-Band representem mais de 20% de todas as remessas de celular até 2021.
 
“2017 é o ano dos lançamentos comerciais de Internet das Coisas Narrow-Band para nós, e criaremos 30 redes desse tipo em 20 países do mundo até o fim do ano. A Huawei tem sido fundamental nesse mercado, e continuamos aproveitando todo o potencial dessa grande oportunidade”, afirmou XiongWei, presidente de soluções de LTE da Huawei. “Nosso objetivo é fornecer ao mercado soluções que ofereçam conectividade estável, baixo consumo de energia e baixo custo. O lançamento da rede será acompanhado de uma maior integração e flexibilidade graças a essa colaboração com a Gemalto.”
 
“A combinação da nossa experiência em conectividade celular e segurança digital, além dos chipsets para Internet das Coisas Narrow-Band de alta performance, ajudarão os fabricantes de dispositivos e prestadores de serviço a mergulhar na implementação massiva da Internet das Coisas graças a uma solução padronizada”, afirmou Suzanne Tong-Li, vice-presidente sênior de serviços móveis e Internet das Coisas da Gemalto para as regiões da Grande China e Coreia, e presidente para a região da China. “Nossa colaboração simplifica a implementação de projetos de Internet das Coisas Narrow-Band, combinando segurança sólida e flexibilidade”.
 
Sobre a Gemalto
 
A Gemalto (Euronext NL0000400653 GTO) é líder mundial em segurança digital, com receitas anuais de € 3,1 bilhões em 2016 e clientes em mais de 180 países. Nós levamos confiança a um mundo cada vez mais conectado.
 
De software seguro até biometria e criptografia, nossas tecnologias e serviços permitem que empresas e governos autentiquem identidades e protejam dados, de maneira que fiquem seguros e possibilitem serviços em dispositivos pessoais, objetos conectados, na nuvem e entre eles.
 
As soluções da Gemalto estão na essência da vida moderna, desde o pagamento à segurança corporativa, passando pela Internet das Coisas. Nós autenticamos pessoas, transações e objetos, criptografamos dados e criamos valor para o software – possibilitando que nossos clientes protejam serviços digitais para bilhões de pessoas e coisas.

Nossos mais de 15.000 funcionários estão distribuídos em 112 escritórios, 43 centros de personalização e de processamento de dados e 30 centros de desenvolvimento de software, localizados em 48 países. 

Fonte: Tamer Comunicação
CLSW 105 - bl. A - salas 104 a 106 / Sudoeste - Brasília-DF - 70670-431 - (61) 3234.6282