“Identificação, direitos e controle”, NEV e Ineac promovem ciclo de Seminários

“Identificação, direitos e controle”, NEV e Ineac promovem ciclo de Seminários

Este ciclo de seminários tem por objetivo discutir os desafios das práticas contemporâneas de identificação, problematizando suas implicações éticas, sociais e políticas desde uma perspectiva interdisciplinar e aprofundada
Data da publicação: 01/09/2021
Hoje, 1º de setembro, teve início o ciclo de quatro seminários intitulado “Identificação, direitos e controle: (in)visibilidades, vigilância e tecnologias de governo”, promovido em uma parceria inédita entre o Núcleo de Estudos da Violência da USP (NEV-USP) e o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia/Instituto de Estudos Comparados em Administração de Conflitos (INCT-InEAC), com transmissão ao vivo simultânea nos canais do Youtube das duas organizações.
 
A Conferência será proferida em inglês, com tradução consecutiva para português. Serão emitidos certificados para quem acompanhar o Ciclo completo de Seminários. As instruções serão dadas ao longo das transmissões ao vivo.
 
Canal do Youtube do NEV: https://www.youtube.com/nevuspvideos
 
Canal do Youtube do INCT-Ineac: https://www.youtube.com/c/ineac 
 
 
 
Identificação, direitos e controle: (in)visibilidades, vigilância e tecnologias de governo.
 
Diferentes práticas de identificação interpelam cotidianamente a vida social e política, configurando técnicas de governo que se estendem desde a elaboração de programas sociais, passando por processos de reconhecimento de direitos até a formulação de estratégias penais e securitárias. Os sistemas do registro civil, da identificação civil e criminal, além de cadastros administrativos, vêm adotando meios técnicos tais como sistemas eletrônicos para identificação biométrica (fingerprint), tecnologias forenses de perfilamento genético e mecanismos de reconhecimento facial. Apesar dos aparentes avanços de tais tecnologias, na prática tais medidas têm sido implementadas com pouca discussão pública sobre seus impactos enquanto mecanismos de controle social operados via arranjo institucional do aparelho do Estado, responsável pela gestão de técnicas e práticas de identificação das pessoas. Este ciclo de seminários tem por objetivo discutir os desafios das práticas contemporâneas de identificação, problematizando suas implicações éticas, sociais e políticas desde uma perspectiva interdisciplinar e aprofundada. Para tanto, contaremos com a exposição de pesquisadores/as, membros/as dos poderes Executivo e Judiciário e integrantes de movimentos sociais que irão compartilhar reflexões e experiências relativas à temática. Desse modo, debates acerca das práticas contemporâneas de vigilância policial, administração institucional da morte, técnicas de desaparecimento, investigação criminal e acesso a direitos civis e sociais compõem o universo de problemas a serem tratados no decorrer do ciclo. No encontro de abertura teremos uma conferência internacional na qual será apresentada a experiência da África do Sul na pesquisa sobre técnicas de identificação sob a ótica da história e das ciências sociais. Nos três encontros semanais subsequentes, as práticas de identificação no Brasil serão discutidas a partir de três temas principais: 1) identificação civil; 2) identificação de pessoas presas e 3) identificação de pessoas mortas e desaparecidas. Os seminários serão virtuais e organizados em parceria inédita do NEV/USP (Núcleo de Estudos da Violência / Universidade de São Paulo) e do INCT-InEAC (Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia - Instituto de Estudos Comparados em Administração de Conflitos), que congregam pesquisas de referência no campo de estudos de segurança pública, administração de conflitos e violência no Brasil, e visam contribuir para reflexões que levem em conta aqueles diretamente envolvidos e interessados, bem como difundir junto a estudantes, pesquisadores em formação, profissionais e sociedade civil, conhecimento técnico e acadêmico sobre o tema. 
 
PROGRAMAÇÃO
 
01 setembro (15h) Abertura: Marcos César Alvarez (NEV-USP) Roberto Kant de Lima (INCT-InEAC) Palestrante: Keith Breckenridge (Wits / África do Sul) Moderador: Cláudio Machado
 
08 setembro (17h) Identificação de pessoas presas Ana Claudia Pacheco (SPTC-SP) Carolina Lemos (Frente Estadual pelo Desencarceramento MG) Raquel Chrispino (TJRJ?) Coord.: Ricardo Campello (NEV/ USP)
 
15 setembro (17h) Identificação de mortos e desaparecidos Fábio Araújo (FIOCRUZ) Aline Feitoza (CAAF/UNIFESP) Rute Fiuza (Mov. Mães de Maio do Nordeste) Coord.: Flavia Medeiros (InEAC/ UFSC)
 
22 setembro (17h) Identificação civil Fernanda da Escóssia (UFRJ) Susana Durão (Unicamp) Narumi Pereira Lima (à confirmar) Coord.: Daniel Edler (NEV/ USP)

 

Fonte: Núcleo de Estudos da Violência da USP (NEV-USP)
CLSW 105 - bl. A - salas 104 a 106 / Sudoeste - Brasília-DF - 70670-431 - (61) 3234.6282