Novas carteiras de identidade trazem mais segurança aos baianos

Ao lado dos catarinenses, alagoanos, maranhenses, cariocas e brasilienses, os baianos serão os primeiros brasileiros a terem acesso ao novo documento.
Data da publicação: 12/10/2010

Ao lado dos catarinenses, alagoanos, maranhenses, cariocas e brasilienses, os baianos serão os primeiros brasileiros a terem acesso ao novo documento. Isso porque a partir do mês de dezembro deste ano, a Bahia passará a confeccionar a nova carteira de identidade, chamada de Registro de Identidade Civil (RIC), que proporcionará mais segurança e evitará que o cidadão seja vítima de crimes contra seus documentos pessoais.

O RIC será um cartão magnético semelhante a um cartão de crédito, com um chip eletrônico que levará um número único de registro de identidade civil do cidadão. Além deste número, o documento incluirá todos os outros documentos da pessoa (título de eleitor, CPF, PIS-Pasep, carteira de trabalho e carteira nacional de habilitação), nome, sexo, data de nascimento, foto, altura, filiação, naturalidade, assinatura, impressão digital do indicador direito, órgão emissor, local e data de expedição e de validade.

Substituição do RG - O objetivo do novo documento, segundo o Ministério da Justiça, responsável pela identificação dos cidadãos, é substituir as cédulas de Registro Geral (RG) e demais documentos por um registro único para todos os brasileiros.

O Ministério afirma que, além de proporcionar segurança avançada evitando crimes de falsificações e fraudes com seus documentos, com o RIC o cidadão não precisará mais carregar uma série de documentos na carteira.

Cronograma - De acordo com a assessoria de imprensa do Instituto de Identificação Pedro Mello, responsável pela emissão do RIC em Salvador, o órgão depende de um cronograma, que será montado em conjunto com o Comitê Gestor do Sistema Nacional de Registro de Identificação Civil, para iniciar os trabalhos de preparação para confeccionar o RIC e, por isso, ainda não divulgará informações sobre os procedimentos de implantação do novo documento.

Como obter o RIC - Para retirar seu RIC, o cidadão deverá se dirigir, a partir de dezembro, a um dos postos do Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC) onde serão coletadas suas impressões digitais, por meio de um scanner, fotografia, assinatura e demais informações sobre seus documentos. Mesmo após confeccionado o RIC, os antigos documentos, de papel ou plástico, continuarão a valer normalmente.

Investimento de US$ 35 milhões - Para viabilizar a implantação do novo documento, o Governo Federal teria investido cerca de 35 milhões de dólares desde 2004. A previsão do Ministério da Justiça é de que em nove anos o RIC esteja disponível para todos os cidadãos brasileiros em qualquer estado do país.

http://www.elap.com.br/noticias.asp?varcodprod=4212&varcategoria=20

Fonte: www.elap.com.br
CLSW 105 - bl. A - salas 104 a 106 / Sudoeste - Brasília-DF - 70670-431 - (61) 3234.6282